Art is Everything!

fevereiro 10, 2012

Em setembro de 2011, a lumin8 realizou um vídeo para a marca Volvo, para o qual foram captadas imagens na Zipper Galeria, além de externas com o automóvel (XC 60) e a divertida entrevista com Fabio Cimino (o criador da galeria), tudo na cidade de São Paulo.

Ocorre que a Zipper Galeria me sensibilizou muito, assim que lá entrei pela primeira vez. É um daqueles lugares que se nota terem sido criados com paixão, com todos os elementos calculados de uma forma quase que científica e de uma beleza simples e singular, com cada obra em seu canto ideal.

Ao me deparar com tanta coisa interessante eu já sabia exatamente o que eu queria para aquele vídeo. Contudo, o que “eu” – o fotógrafo – queria, não tinha nada a ver com o briefing. Assim, mantivemos o que já estava planejado com a equipe de marketing da Volvo e finalizamos o vídeo da maneira esperada, que era o certo a fazer num trabalho dessa natureza.

Eu passei alguns dias com essa coisa me martelando as idéias, até que decidi realizar independentemente um novo vídeo, usando apenas as imagens que eu fiz, que mais gostei e mais me sensibilizaram. As obras de arte da galeria, que são a linha principal do vídeo, hipnotizam, emocionam, sugerem ações. São incríveis! Elas devem ser tratadas com a imponência que sugerem.

Ok. Decisão tomada, passei a editar o material que eu já tinha, com a visão de artista para artista, fora do “mainstream comercial” e trabalhei durante as sobras de tempo do mundo cão, sem qualquer pressa, sem amarras, como todo trabalho artístico deveria poder ser feito.

Além do material que eu já tinha, selecionei algumas outras imagens para integrar esse projeto, muitas das quais foram feitas posteriormente, pensando exatamente nele.

Rachmaninoff (ou Rachmaninov) é um caso à parte. Sua música me veio à mente no momento em que comecei a refletir sobre tudo o que eu tinha visto durante aquele incrível dia e foi ele quem me inspirou a realizar este pequeno filme. E isso tem toda importância no mundo. O  primeiro movimento (moderato) do Concerto #2 para piano em Cm (opus 18) – não está ali por acaso, como mera “trilha sonora”. Trata-se de um elemento tão importante quanto o vídeo em si. Ou seja, o vídeo é, também e principalmente, sobre Rachmaninoff.

E finalmente, sobre a Volvo…  Entre tantos outros atributos que muitas marcas de vanguarda também proporcionam, um automóvel Volvo – e em especial o XC60, utilizado nos vídeos (neste último e também no original) – tem aquilo que se encontra quando se vê uma grande obra: perfeição nos detalhes, sensibilidade e um design imbatível. Mesmo assim, fiquei em dúvida se caberia o carro nessa releitura, já que a intenção era fugir da conotação comercial, mas senti que deveria manter e deixei. Agora, assistindo ao trabalho pronto, vejo que as imagens do XC 60, tais quais selecionei e coloquei, não somente agregaram muito a esse projeto como se mostraram um elemento chave, igualmente aos demais. E, afinal de contas, esse automóvel foi o ponto de partida de tudo. Sem ele, não haveria o vídeo anterior e eu não teria feito nada.

E enfim o trabalho está concluído, dessa vez, exatamente como eu gostaria de ter feito.

A arte está em tudo. Basta que libertemos nossos sentidos das amarras duras da rotina e estaremos diariamente rodeados de obras grandiosas, assim como quando éramos crianças.

Alexandre Paoli.

Anúncios

Rush in São Paulo 08/10/2010.

outubro 10, 2010

Rush tocou ontem no Morumbi. Mais de duas horas de música. Palco de arrebentar, som excelente, execução perfeita. Três músicos, uma orquestra inteira em cada instrumento. Geddy Lee inspiradíssimo, cantando ao vivo como em estúdio, baixo matador. Neil Peart concentrado e perfeito, do começo ao fim. Lifeson solando as Gibsons lindamente, fazendo a costura entre os dois loucos e temperando o som.

Abaixo o set-list – xerocado do http://rushfaclubebr.blogspot.com – tocado no show. Vou marcar com asteriscos as músicas que foram sensacionais e que elevaram meu espírito a um estado de regozijo supremo:

(*) 01. The Spirit of Radio
(*) 02. Time Stand Still (ao vivo pela última vez na Counterparts Tour – 1994)
(*) 03. Presto (jamais tocada ao vivo)
(*) 04. Stick It Out (ao vivo pela última vez na Test For Echo Tour – 1997)
(*) 05. Leave That Thing Alone (ao vivo pela última vez na Vapor Trails Tour – 2002)
(*) 06. Workin’ Them Angels
(*) 07. Faithless (jamais tocada ao vivo)
(*) 08. BU2B (nova canção – nunca tocada ao vivo)
(*) 09. Freewill
(*) 10. Marathon (ao vivo pela última vez na Presto Tour – 1990)
(*) 11. Subdivisions
(*) 12. Tom Sawyer
(*) 13. Red Barchetta
(*) 14. YYZ
(*) 15. Limelight
(*) 16. The Camera Eye (ao vivo pela última vez na New World Tour – 1983)
(*) 17. Witch Hunt
(*) 18. Vital Signs (ao vivo pela última vez na Vapor Trails Tour – 2002)
(*) 19. Caravan (nova canção – nunca tocada ao vivo)
(*) 20. Drum Solo
(*) 21. Alex Solo (inédito)
(*) 22. Closer to the Heart (ao vivo pela última vez na Vapor Trails Tour – 2002)
(*) 23. 2112 Overture / Temples of Syrinx
(*) 24. Far Cry
(*) 25. La Villa Strangiato (ao vivo pela última vez na R30 Tour – 2004)
(*) 26. Working Man (ao vivo pela última vez na R30 Tour – 2004)

Certamente, entrou para o meu Top 10 de melhores shows, já considerando todos os que eu já fui e irei.

Add to FacebookAdd to NewsvineAdd to DiggAdd to Del.icio.usAdd to StumbleuponAdd to RedditAdd to BlinklistAdd to TwitterAdd to TechnoratiAdd to Furl


Paoli in Concert

maio 24, 2010

Ontem tive a agradável tarefa de fotografar o show do Eric Martin, vocalista da banda Mr. Big, que se apresentou no Carioca Clube, em São Paulo. Foi sensacional trabalhar e ao mesmo tempo curtir o som e ainda poder conversar com ele depois do show, falar sobre filhos, música e capiroska. Contei de uma fita k7 do Mr. Big que gastei de tanto ouvir quando tinha uns 16/17 anos, quase 20 ANOS ATRÁS!!! :-O. Na mesma noite teve o show de Jeff Scott Soto (que não pude fotografar), que foi impressionante. No meio do show, Jeff, dono de uma voz poderosa, fez uma homenagem a Ronnie James Dio, que desencarnou há poucos dias, tocando Holy Diver. Coisas maravilhosas do Rock! Abaixo uma das imagens que fiz. Usei Canon 7D + 70-200mm L (além de mais um monte de tranqueiras e lentes, bem alojados em um now bomb).


Add to FacebookAdd to DiggAdd to Del.icio.usAdd to StumbleuponAdd to RedditAdd to BlinklistAdd to TwitterAdd to TechnoratiAdd to FurlAdd to Newsvine


O Rock Nacional e o Último dos Sobreviventes

janeiro 12, 2010

O Rock brasileiro morreu?

Há muitos anos atrás, era uma delícia o fato de podermos ouvir bandas novas com propostas diferentes, sonoridades diferentes, vibrações diferentes e sentirmos a autenticidade na palavra e voz de quem cantava. Para citar os mais famosos: Titãs, Nenhum de Nós, Legião, Ultraje, Inocentes, Ratos, Zero, Garotos Podres… Mais recentemente Skank (no seu início), Chico Science e Nação Zumbi. Cada qual tinha sua marca.

O que veio depois? Muita gente vai discordar e não gostar do que vou dizer, mas veio uma centena de bandas com a mesma sonoridade, mesma proposta, mesmas letras, mesma atitude (sem atitude)… Eu até gosto de algumas bandas novas, mas não consigo sentir a mesma alegria e surpresa (boa) ao ouvir um disco novo, como sentia antes. Acho que a última vez que senti isso foi ao escutar Afrociberdelia do já mencionado Chico Science.

O Brasil é um país extremamente fértil, quando se trata de música instrumental e compositores da mpb – citando os meus prediletos: Hermeto, Banda Mantiqueira, Djavan, Milton, Toninho Horta, André Mehmari, Estevão Carvalho (o Tenor que virou Barítono), Roberto Sion, Vinicius Dorin, Edu Gomes (master guitar player)… Villa Lobos, Toquinho, Gil (antes do ministério), Dorival Caymi… Zé Ramalho… Digo, há uma infinidade de prediletos e eu demoraria muitas horas para citar a todos.

E o que o país produz de maravilhoso nesta linha, parou de produzir há muitos anos no rock e pop rock. Mesmo aquelas bandas que se destacaram, muitas as quais mencionei, sucumbiram à ganância das grandes gravadoras e passaram a produzir músicas de qualidade duvidosa, estritamente comerciais (ainda que gravadas em estúdios Top como o Abbey Road). Pouquíssimos foram os sobreviventes do massacre à musicalidade dos compositores do rock brasileiro. Graças a Deus, sobreviveu o KARNAK, por mérito próprio e com quase nenhum amparo da mídia.

André Abujamra e uma cambada de músicos extremamentes competentes pilotam a banda, que há tantos anos toca músicas para amantes do velho e bom rock nacional, na sua melhor forma. Bem… O André fez aquela cirurgia de redução do estômago, então digamos que a forma mudou um pouco.

Eu apenas consegui ir a 4 ou 5 shows dessa banda. É uma das poucas que fazem ao vivo um som MELHOR do que em estúdio. A prova é a vibração do público pulando, rindo, batendo palmas (sob o comando do band leader), cantando todas as músicas de cabo a rabo, com sorriso de lado a lado e uma fidelidade de fazer inveja a qualquer um que já esteve em um palco.

O Karnak tinha acabado, mesmo assim, todo ano se reunia uma única vez para um show, geralmente em algum Sesc, sempre lotados (e eu sempre estava lá). Em 2006, voltaram de vez, para a alegria de todos os adoradores da banda, dentre os quais, eu me coloco.

Esta não é uma “banda de rock” em sentido estrito. Sob esse rótulo eu teria de compará-los aos Mutantes, por exemplo, o que não é uma comparação justa. Os tempos são outros e a proposta musical é totalmente diferente. Mas me perguntem qual eu prefiro escutar atualmente… Sim, o Karnak, que é claro, provavelmente se deixou influenciar muito por estes e outros dinossauros.

Eu espero (e já disse muito isso a vários dos integrantes) que eu tenha a oportunidade de tocar qualquer dia com eles. Há algum tempo atrás, em 1999, quase deu certo de fecharmos um show no mesmo dia, com minha ex-banda e o Karnak no Centro Cultural São Paulo. Nem precisa. Uma participação, escondido, em uma só musiquinha que seja já me faria muito feliz.

Enfim… O Rock nacional está quaaase morto, mas enquanto essa banda existir (e outras poucas do underground), ainda há salvação. Depois… não sei não. Pobres das nossas crianças…

Abaixo, a regravação da música “O Mundo” (o clip do vídeo é um slideshow não oficial com fotos “catadas”), interpretada por ninguém menos do que Ney Matogrosso, que, falando em rock, “só” foi o vocalista dos Secos e Molhados, considerado por muitos como a melhor de todos os tempos.

Add to FacebookAdd to NewsvineAdd to DiggAdd to Del.icio.usAdd to StumbleuponAdd to RedditAdd to BlinklistAdd to TwitterAdd to TechnoratiAdd to Furl


Jovem Pan: O apagão retratado na música da banda Manobento

dezembro 16, 2009

http://jovempan.uol.com.br/videos/o-apagao-retratado-na-musica-da-banda-manobento-37509,1,0

Vídeo veículado no site da Jovem Pan, da música Blecaute, da minha ex-banda Manobento. Marcel, meu companheiro de composições e eu compusemos em 1996, gravamos em 1998 e o incrível é que mais de 10 anos depois a música ainda é atual. No vídeo a música está pela metade. Aqui, o link da música inteira, em wav. Abraços. http://rs484.rapidshare.com/files/305417874/06_Blecaute.wav

Add to FacebookAdd to NewsvineAdd to DiggAdd to Del.icio.usAdd to StumbleuponAdd to RedditAdd to BlinklistAdd to TwitterAdd to TechnoratiAdd to Furl


Megapost Blogs de Música

abril 24, 2009

Xerocado do Blog Mestre da Guitarra, um post com dezenas de blogs sobre música compilados, muitos dos quais já conhecia e provavelmente muitos já devem ter saído do ar, mas a lista é grande e eu mesmo não entrei em tudo, mas vou tentar visitar pelo menos um por dia.

Tudo em blogspot em ordem alfabética:

http://www.blogspot.com/

http://acervomusical.blogspot.com/
http://alekissmp3.blogspot.com/ – jazz, bass,
http://arquivossonoros.blogspot.com/ – vários albuns p/ baixar de muitos estilos diferentes http://aspartituras.blogspot.com/
http://baixemusicabrasileira.blogspot.com/
http://baixoakidownload.blogspot.com/
http://bandademusica-horizonte.blogspot.com/
http://bassko.blogspot.com/ – Bass, contrabass & Music Books
http://bassvideos.blogspot.com/ – Blog com muitos videos legais
http://beatlelogy.blogspot.com/
http://blackbartolomeu.blogspot.com/
http://blackbartolomeu.blogspot.com/2008/01/cd-markus-grosskopfs-bassinvaders_14.html – Bassinvaders – 17 baixos
http://br-instrumental.blogspot.com/ – já copiado: duo fel kids of
brazil
http://cifrantiga2.blogspot.com/ – MPB/Guitarra/Partituras
http://coletivo.blogspot.com/
http://discussaomusical.blogspot.com/
http://eduardoperalta.blogspot.com/
http://epartitura.blogspot.com/
http://escobarguit.blogspot.com/ (blog of jose antonio escobar – classical guitar- many good links)
http://fanaticosblues.blogspot.com/ – gaita – TABLATURAS
http://flautistaon-line.blogspot.com/
http://fret2fingers.blogspot.com/ – the guitarrist avenue
http://frzappa.blogspot.com/ – More discs in Studio Z, The complete discography of Frank Zappa
http://gaiteroperfumado.blogspot.com/ – gaita – MP3
http://gesielvargas.blogspot.com/
http://gesielvargas.blogspot.com/search/label/download – várias partit p/ baixar
http://gibson-guitarist.blogspot.com/
http://gigmusical.blogspot.com/
http://guitarebooks.blogspot.com/
http://guitar-lessons-review.blogspot.com/
http://guitar-music-books.blogspot.com/
http://guitaronfire.blogspot.com/
http://guitarpraise.blogspot.com/
http://guitar-solo-blog.blogspot.com/
http://guitartrade.blogspot.com/
http://guitartrade.blogspot.com/index.html
http://guitartrade.blogspot.com/search/label/Guitar%20Video%20Lessons
http://guitarvicio.blogspot.com/
http://hallsoundsp.blogspot.com/
http://hindisongschords.blogspot.com/
http://jazzmanmp3.blogspot.com/
http://jazz-rock-fusion-guitar.blogspot.com/
http://kingsolomonmine.blogspot.com/ – some free classical music – alguns albuns de gt clássica
http://lagrimapsicodelica.blogspot.com/
http://lagrimapsicodelica.blogspot.com/2007/12/ricardo-furlani.html
http://ligeirinhorj.blogspot.com/
http://ligeirinhorj.blogspot.com/2008/02/especial-mp3-parte-1.html
http://lucpebo.blogspot.com/
http://luzpabaxa.blogspot.com/
http://luzpabaxa.blogspot.com/2007/05/canciones-espaolas-berganza-yepes.html – Berganza, Yepes, Lavilla
http://madrigalcantabilis.blogspot.com/
http://marcos3pontas.blogspot.com/
http://mondobass.blogspot.com/
http://musicaemusica.blogspot.com/
http://musica-on.blogspot.com/
http://musicaonde.blogspot.com/
http://music-loko.blogspot.com/
http://my-piano.blogspot.com/
http://nipartituras.blogspot.com/
http://nukebass.blogspot.com/
http://nukebass.blogspot.com/2006_03_01_nukebass_archive.html – Site para Baixo elétrico.
http://oberlinconservatorylibrary.blogspot.com/
http://oberlinconservatorylibrary.blogspot.com/2007/04/classical-music-in-public-domain.html
http://pianofan.blogspot.com/ – Yanni (Partituras no formato PDF e MIDI)
http://piano-lessons-sheets.blogspot.com/
http://planeta-contrabaixo.blogspot.com/ – Este blog tem varios artigos legais para contrabaixo
http://popmusicasepartituras.blogspot.com/
http://radiogabriela.blogspot.com/
http://rafael6strings.blogspot.com/
http://rafael6strings.blogspot.com/search/label/Bass%20Bookshttp://revistadoviolao.blogspot.com/http://sonarmusica.blogspot.com/ – midi + downloads
http://songwriting-tips-lessons.blogspot.com/
http://tablinks.blogspot.com/
http://teach-yourself-to-play-the-guitar.blogspot.com/
http://theorizium.blogspot.com/
http://ukulele-tabs.blogspot.com/
http://undermetalblog.blogspot.com/
http://undermetalblog.blogspot.com/2008/03/arnion-assina-com-selo-paranaense.html http://universoviolonistico.blogspot.com/
http://uwsclassicalguitarsociety.blogspot.com/
http://violao-ensino.blogspot.com/
http://violaoerudito.blogspot.com/
http://violaoerudito.blogspot.com/2006/10/turbio-santos-obra-completa-para-violo.html
http://violaoerudito.blogspot.com/2005/11/francisco-trrega-obra-completa.html
http://violaoerudito.blogspot.com/2006/10/heitor-villa-lobos-obra-completa.html
http://violaoerudito.blogspot.com/2007/03/abel-carlevaro-4-cadernos.html
http://vcfz.blogspot.com/
http://worldvix.blogspot.com/
http://worldvix.blogspot.com/2008/03/1.html
http://worldvix.blogspot.com/2008/03/no-doubt-singles-1992-2003.html
http://worldvix.blogspot.com/2008/03/ed-motta-manual-prtico-para-festas.html
http://worldvix.blogspot.com/2008/03/santana-supernatual.html
http://yukiomeireles.blogspot.com/
http://yukiomeireles.blogspot.com/2007/12/transcries.html
http://z00n.blogspot.com/

Add to FacebookAdd to DiggAdd to Del.icio.usAdd to StumbleuponAdd to RedditAdd to BlinklistAdd to TwitterAdd to TechnoratiAdd to FurlAdd to Newsvine


Art Kane e As Lendas do Jazz

agosto 6, 2007

Quem não conhece e nem nunca ouviu falar de Art Kane?

O mais célebre e expressivo fotógrafo de celebridades do jazz, rock e blues, começou sua carreira em 1958, quando fez, para a revista Esquire, a fotografia que lhe traria notoriedade. Conseguiu reunir e retratar, juntas, no Harlem, todas as lendas vivas do Jazz da época. Entre eles, alguns de meus preferidos: Dizzy Gillespie, Count Basie, Coleman Hawkins, Thelonious Monk e Sonny Rollins.

Quem assistiu o filme “O Terminal” com Tom Hanks, deve se lembrar desta foto, que pode ser vista em  http://www.harlem.org/.

Sua carreira não foi limitada a retratos do mundo musical. Nos anos 60, firmou-se também como um dos grandes nomes do mundo fashion.

O site: 

http://www.artkane.com/index.html

Não deixem de ler a biografia, é realmente fascinante.

Em 2001, quando estive em San Francisco, entrei em uma loja para comprar alguns CDs de Jazz, quando me deparei com um pôster da foto (aquela – do Harlem). Paguei 30 dólares, trouxe na minha poltrona, dentro do avião, coloquei em uma moldura de vidro e hoje é olhando para ela que busco inspiração para estudar e compor os meus jazzes. Em algum momento, sempre penso: “o que esses caras diriam se ouvissem essa porcaria” e então procuro melhorar o quanto eu puder.

Está aí… É imensurável a importância de um trabalho fotográfico deste nível. Quantas virtuoses musicais da atualidade não devem ter surgido por admiração a esta imagem?

Além desta, uma de minhas preferidas, de Frank Zappa & The Mothers of Invention, em 1968, para a Life (não publicada). O texto é o melhor…

http://www.artkane.com/fullsize/music/fzmothers.html

Abraços e Bebops.