Vídeo em DSLR – Evolução.

É fato. O vídeo em High Definition já é uma realidade latente. Não se fala em outra coisa. Há uma revolução ocorrendo no mercado. Se tudo isso já não é mais novidade para os “prós” realmente atualizados, em pouco tempo também não será para os menos experientes.

As DSRL com recurso de filmagem chegaram com tudo. Se a Nikon lançou a primeira, a Canon veio na sequência com duas das principais vedetes de 9 entre 10 produtoras de vídeo atuais, as Canon EOS 5D Mark II e 7D. Filmes publicitários, eventos sociais, eventos esportivos, documentários autorais, temos visto de tudo. Coisas excelentes e coisas péssimas.

O motivo é um só. Qualidade de imagem. Resolução Full HD, muitas, muitas lentes, sensor 35mm (full frame), fazem uma combinação arrasadora. A qualidade que se obtém é tanta que chega a ser comparada (injustamente) à de uma filmadora RED, usada na indústria cinematográfica (o filme Chico Xavier, por exemplo), que custa a partir de U$ 25.000 (e mais o dobro disso em equipamentos para se poder filmar).

Porém, além de todo conhecimento técnico, são necessários uma gama de acessórios que suprem a principal deficiência das reflex a ergonometria. Shoulder, steadicam, follow focus, monitor, tripé, microfone… Nada disso é dispensável em uma boa produção, ainda que simples. E se alugar é caro, comprar, mais ainda.

Dessa forma, o caminho foi sendo trilhado e agora temos anúncios de filmadoras que chegarão no mercado, provavelmente no próximo ano, já apelidadas de “DSLR killers”. São câmeras com sensor 4/3, bem menores do que os sensores 35mm, mas maiores do que os atuais usados nas filmadoras profissionais mais acessíveis (v. o gráfico de sensores ao lado.

Terão baionetas de encaixe para lentes intercambiáveis (provavelmente as utilizadas nas marcas) e todos os recursos que um operador de vídeo precisa.

A meu ver, ainda não chegarão a substituir o filão que as DSLR abraçaram, mas certamente elas irão inaugurar uma nova etapa para as produções em vídeo. Provavelmente não produzirão a mesma qualidade de imagem que temos com uma 5D Mark II, mas será pouca diferença, e, afinal, serão FILMADORAS e não câmeras fotográficas. Que venham os testes!

As novas câmeras em questão foram anunciadas pela Panasonic, que já a batizou de AG-AF100 e a da Sony, anunciada ainda sem nome.

Add to FacebookAdd to NewsvineAdd to DiggAdd to Del.icio.usAdd to StumbleuponAdd to RedditAdd to BlinklistAdd to TwitterAdd to TechnoratiAdd to Furl

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: